quinta-feira, abril 05, 2012

A sua profissão desgasta-o? Compre uma plataforma vibratória ou... tivesse ido para futebolista!

Apesar de dois dos temas preferidos dos portugueses serem o futebol e as injustiças, nunca ouvi ninguém debruçar-se com mais afinco sobre a faceta de “profissão de desgaste rápido” (PDR) dos profissionais daquela modalidade. Certamente é porque não devem gostar de misturar amores com ódios de estimação e, de certa forma, aí eu até os compreendo muito bem.
Como se sabe, esta categoria (PDR) permite a certas profissões aproveitarem alguns benefícios fiscais, como acontece com os desportistas de alta competição, em geral, futebolistas, em especial. 

Futebolistas e mineiros, juntos pela mesma causa. Como qualquer escolha de profissão, ser futebolista passa por uma escolha consciente, onde se deve ponderar todas as vantagens e desvantagens de uma actividade que, quase por regra, manda os seus trabalhadores para o “banco”, pouco depois de passarem a barreira dos 30 anos. 
Há no entanto que ter em consideração que, na generalidade, todas as profissões que se enquadram nesta categoria são pagas acima da média e, no caso dos futebolistas, mesmo que só se mantenham no activo durante 10 anos, alguns deles auferem valores anuais  que representam aquilo que 85% da população, que não teve tanta sorte ou “queda” para o futebol, nunca ganhará em toda uma vida de trabalho – inclusive em outras PDR, sejam mineiros ou agricultores.

O que faz um mineiro e um futebolista em fim de carreira? Um mineiro limita-se a rezar para que não tenha contraído alguma doença das vias respiratórias, para que consiga gozar, com saúde, os seus anos de aposentação. E um futebolista? Continua a jogar em clubes regionais? Torna-se treinador ou elemento das equipas técnicas? Dirigente desportivo? Comentador desportivo? Vendedor de plataformas vibratórias?... Já agora, todas essas novas profissões são de que tipo de desgaste?

Em vez de perderem horas a fio a discutir se os cartões foram ou não bem aplicados ao Maxi Pereira no jogo de ontem, não seria bem mais interessante que os portugueses (o ministério das Finanças, incluído) procurassem saber qual é ao certo o nível de desgaste de um futebolista profissional? É que isso, de certa forma, é um assunto que lhes mexe mais com o bolso, que outras "injustiças" da ordem do dia.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home