sexta-feira, março 08, 2013

Bestas de facto

Nesta reportagem (dividida em 3 partes) da Vice ficamos a conhecer um pouco melhor alguns dos principais passatempos dos habitantes de Cabul (e arredores), a capital do Afeganistão. Para além de terem reactivado um dos desportos nacionais, o Buzkashi - algo idêntico ao Pólo mas, em vez de uma bola, joga-se com a carcaça de uma cabra sem cabeça -, as apostas em lutas entre animais gozam actualmente de uma enorme popularidade entre os afegãos. E não se ficam pelas tradicionais lutas de cães... Nem uma espécie de pardalito escapa!

Parece que o processo de democratização (ou diria ocidentalização?) do Afeganistão neste período pós-talibã e início do processo de retirada das tropas internacionais passa mais pela satisfação de certos vícios masculinos, do que propriamente pelo esforço em começar a combater as discriminações contra as mulheres (basta ouvir algumas das intervenções dos protagonistas ao longo da reportagem) ou qualquer tentativa de controlar o narcotráfico (o regime talibã tinha imposto a proibição da produção de ópio, neste momento o Afeganistão já é o principal fornecedor de ópio e heroína para todo o mundo).

Penso que ainda não é caso para dizer: “voltem, talibãs, estão perdoados!”, tanto que estes limitavam-se a justificar a proibição deste tipo de divertimentos com a imoralidade e eu acho que isto é só pura estupidez. Mas de facto, diferenças culturais à parte, há gente que parece mesmo ter a violência entranhada nos seus génes, portanto, já não há “cura” possível.






0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home