sábado, novembro 12, 2005

Impulsos Fatais

Tive conhecimento desta notícia através do Pópulo e tal como ML e todas as pessoas que comentaram o seu post, também eu não pude deixar de ficar muito chocado, mas nem tanto surpreendido.
O facto de o uso do preservativo ser actualmente uma prática comumente aceite, não significa que tal seja praticada, ou seja, ninguém duvida da indispensabilidade do seu uso mas ainda há algumas pessoas, que nesses momentos mais intensos, se esquecem de tudo o que é indispensável saber, para além de receber (e dar) prazer.
E porquê?
Longe de limitarmos este problema a causas de falta de informação, educação, inteligência ou outra, devemos pensar que todo o acto sexual em si é composto de impulsos e estes, como se sabe, são geralmente instantâneos e pouco ou nada reflectidos. Assim sendo, não me surpreende que muito boa gente naqueles momentos mais "quentes" se deixem levar por eles (aqui está: os impulsos) e nem pensem nas consequências.
Chocamo-nos, também, pelo o facto de ser, nomeadamente, os homens casados a pedirem às prostitutas relações sem protecção, porque sabemos perfeitamente que não é só a vida dele (cliente) e dela (prostituta) que está aqui directamente também em causa.

3 Comments:

Blogger Cruzeiro said...

Infelizmente é uma realidade...

9:49 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Mas afinal, pq desculpas a uns os "impulsos"(quem serão? os amantes?) e aos pais de família não? ou há moralidade ou comem todos...
e , dadas as contingências, errado é para todos.
Arno

8:24 da tarde  
Blogger agent said...

Neste assunto NINGUÉM tem desculpas, caro Arno.

1:19 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home