terça-feira, janeiro 19, 2010

O mundo tal como o conhecemos

Se já muito tempo antes da catástrofe, os cruzeiros eram assim uma tão fundamental fonte de receitas para o Haiti (e não para as multinacionais que investem no turismo naquela região), porque é que este país nunca deixou de ser um dos mais pobres do mundo? Ainda assim era preciso uma razão mais coerente para conseguir justificar isto.

1 Comments:

Blogger O Puto said...

Lembrei-me também do turismo pós-tsunami no Sudoeste Asiático, com pessoas a usufruir da praia cheia de escombros e rastos de destruição. Inexplicável.

4:32 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home