quarta-feira, novembro 09, 2011

Quando o ordenado de um deputado pode ser uma gota num oceano de preocupações

Link

Filha de Coelho com 2300 €/mês

Sinceramente, não me preocupa mesmo nada um ordenado de uma deputada em início de carreira. Preocupa-me são as trafulhices que ela poderá fazer com o poder que tem ou poderá vir a ter, sem que depois ninguém a responsabilize por isso.
Ou seja, as minhas preocupações começam assim que ela vier aqui para o continente e derem-lhe a pasta da economia e... passado uns anitos chega a presidente, por exemplo, de uma das maiores de empresa do sector energético. Ou então quando chegar a ministra do Equipamento Social e depois se cansa das funções públicas e é logo convidada para comandar uma das grandes construtoras nacionais, olha, como a Mota-Engil! Ou então se chega a Presidente da Câmara de uma das nossas grandes cidades e, findo o mandato, cai-lhe miraculosamente uma nomeação para administradora executiva da GALP em cima. Ou quando obter o diploma de licenciatura três dias antes de ser nomeada Administradora do banco do estado, que depois substitui com o cargo de vice-presidente de um dos outros grandes bancos ‘tugas, enquanto que vai sendo acusada pelo Ministério Público de três crimes de tráfico de influências num processo que envolve lavagem de dinheiro, corrupção política, evasão fiscal e robalos. Ou...

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home