terça-feira, agosto 09, 2005

I’m so sexy!

O sexy in é um sítio de engate virtual nacional como muitos outros espalhados pela net. Mas este destaca-se, para além do seu razoável bom aspecto gráfico e da qualidade de alguns conteúdos, pelo o facto de ser bastante frequentado e participado. Possui uma secção de anúncios, subdividido por categorias, sendo as mais requisitadas, as óbvias e habituais: “homem procura mulher”, “homem procura homem”, “homem procura casal” e “casal procura mulher”. Só por aqui torna-se fácil de chegar ao denominador comum entre todas elas! Os homens, pois então.
Mesmo relativamente aos casais, quem estará por detrás dos anúncios? A resposta a esta pergunta é sugerida pelo o número muito reduzido de anúncios na secção “casal procura homem”. Mas é melhor ficar-me por aqui e não me debruçar mais sobre este assunto pois se o desenvolvesse, chegaria, certamente, à evolução do papel da mulher na sociedade e a sua emancipação perante o homem e o risco que tudo isto corre se esta prática se começar a generalizar. Sou optimista e julgo estar perante uma minoria.
A secção “homem procura mulher” é a secção com mais anúncios. São todos eles muito semelhantes, uns mais curtos, directos e desinspirados que outros mas o objectivo final é o mesmo: a queca com uma “amiga” seja ela colorida ou por colorir e os que apresentam fotos, é raro aquele que não contém pelo menos uma do seu pénis erecto. É o que eu chamo: um paraíso virtual para os gays mais dessimulados. Também é curioso (ou nem por isso) averiguar o seu número de respostas, ou melhor, a ausência delas. Sortudo aquele que obtém uma resposta, um hiper-felizardo aquele que chega às 2 e mais que isto, será mais certo ganhar o primeiro prémio do Euromilhões. Mesmo assim, tenho sérias dúvidas que os seus remetentes sejam mesmo mulheres.
Mas porquê que isto acontece? Será que as mulheres não gostam também de sexo? Adoram! Então as minhas poucas dúvidas e mais certezas continuam: o problema não estará no tipo de abordagem? Não será que as mulheres serão suficientemente inteligentes para se deixar impressionar e sensibilizar com meia dúzia de palavras tontas e banais acompanhadas, mesmo ali ao lado por uma foto, com um marsápio em riste apontado na sua direcção, quase a querer parecer dizer “meninas, aqui estou eu para vos satisfazer e caso não tenham percebido foi com a minha cabeça que essa mensagem foi escrita, a outra está ocupada com coisas bem menos importantes, como por exemplo, arranjar uma desculpa a dar a esposa para chegar mais tarde a casa”?
A secção “homem procura homem” também contém muitos anúncios, mas pelo o que me constou e apesar de ser um departamento bastante animado, parece que o grau de sucesso não é muito maior que o anterior. Consta que há por lá muitos homens que começaram inicialmente por colocar anúncios à procura de mulher, passaram pela secção de “casais” e acabaram por ficar ali, à procura da tal “primeira experiência”. Que versatilidade, penso eu. Também me disseram qualquer coisa do género: “alguns anúncios e respostas são claro fruto da tesão do momento e nada mais...”. Eu acho que compreendi e questiono: quem é que ainda tem paciência para perder tempo com cromos difícieis e casos, logo à partida, perdidos?

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home