domingo, julho 17, 2011

Minha saudade não larga / Certa casa abandonada. / E sinto, na boca, amarga , / Essa lágrima chorada / Quando a deixei... *

Num passeio matinal pelo campo encontrei esta pequena casa abandonada. Decidi imortalizar o momento, tirando umas fotos com o telemóvel. O resultado ficou muito longe da perfeição, mas fica a boa intenção.
Desta vez levei companhia. :)











*Francisco José Lahmeyer Bugalho (1905-1949)

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home