segunda-feira, dezembro 21, 2015

Como o Girl Power em 2015 pode ser sinónimo de capitalismo e rabos desumanos