quinta-feira, novembro 18, 2010

Algumas pessoas que fecham a loja para não justificar irresponsabilidades deviam ser fechadas em celas e sujeitas a experiências - sem anestesia

Esterilizações, castrações, simulações de cesarianas e anestesias. A todas estas práticas foram sujeitos animais saudáveis enviados pelo canil municipal para a Universidade de Évora e servirem de "cobaias" a alunos do curso de Medicina Veterinária. Depois, eram abatidos. (...)
"No meu primeiro ano do curso foi utilizada uma cadela para a parte da prática da disciplina de Anestesiologia. Todos os dias, de segunda a sexta-feira, aquele animal foi anestesiado e acordado. Até que no último dia foi abatido", refere uma aluna. No segundo ano, o cenário piorou, com cães a serem "abertos para aprendermos como se retira órgãos, como o baço. Por ser demasiado cruel, não voltei às aulas".
Situações confirmadas por uma ex-aluna do mesmo curso e que agora exerce numa clínica em Évora. "Cheguei a simular cesarianas em cadelas que não estavam grávidas e retirei órgãos, como o útero e os ovários". Tudo isto "em animais vivos e sem doenças". (...)
O presidente da autarquia, José Eduardo Oliveira, remeteu explicações para o veterinário municipal. Às acusações, António Flor Ferreira respondeu assim: "Estou a conduzir e a trabalhar desde as 5 da manhã. Já fechei a loja". Depois, desligou o telemóvel.

Passando à frente da parte repulsiva da história, trata-se, tal como foi dito pela senhora advogada da notícia, de ilegalidades. Ora sendo ilegal, não deveria acontecer. Acontecendo, os responsáveis devem responder por isso. Portanto, dizer que discorda e, para acalmar consciências, dizer que está a pensar (veja lá se não é muito incómodo) criar uma comissão de trabalho para "avaliar o que se está a passar em todas as instituições de ensino no país, questionando as universidade sobre que tipo de animais usam, e propor procedimentos de base para todas elas" que lá para 2020, se tudo correr bem, chegará a uma conclusão, Sra. Bastonária, sinceramente, parece-me pouco.

2 Comments:

Blogger zeh said...

E ainda, numa questão próxima desta: http://sol.sapo.pt/inicio/Sociedade/Interior.aspx?content_id=4486

Pelo que me foi dado a conhecer, esse "veterinário municipal" parece ter por hábito descarregar as frustrações nos animais. A última noticia que ouvi foi mesmo a do link ali em cima, em que ele próprio se dedicou a matar animais saudáveis que até já tinham sido adoptados, justificando-se com o facto de estarem a ocupar espaço no canil... isto apesar de o canil não estar lotado e ter ainda espaço livre.O que me custa mais perceber é como uma pessoa assim consegue chegar a veterinário, numa posição de chefia relativamente a esse departamento, e ainda continuar lá apesar destas notícias

10:25 da manhã  
Blogger agent said...

É mesmo inacreditável, zeh. Já não restam muitas dúvidas de que o homem é um autêntico carniceiro, que está a ser pago com o dinheiro de todos nós. Se vivessemos num mundo justo, esta besta seria imediatamente despedida e processada pelas barbaridades que tem feito aos animais de que é responsável.

2:13 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home