domingo, junho 26, 2011

The thin green line

A meteorologia deste fim-de-semana ditou-me que o melhor lugar para se estar é no mar, ou melhor ainda, sobre ele. Flutuando sobre a gelada água do Atlântico, simultaneamente, encarando este escaldante sol de início de verão. Ali no meio-termo, onde as sensações não podiam ser mais díspares.
No fim de contas, o meu maior desafio pode ser mesmo esse: tirar o máximo prazer no contacto com os extremos, sem afundar-me.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home